.

.

03/10/11

A entrega feminina

 Ato ou efeito de entregar-se...




E oquê mais faz uma mulher na vida além de se entregar? Mergulhar profundamente aos chamados. E como nos chamam, como nos solicitam. A vida é feminina. Também entregue. Somos capazes de realizer o impossível, despercebidamente, para que nada pareça além de natural condição de entrega. Entregamo-nos ao amor, com amor. Se somos filhas, somos doces, comportadas. Se somos mães, somos esmeradas. Se somos amantes, beiramos o absurdo. Se somos amadas, amamos ainda mais. Homens se entregam? Sim, mas é diferente. Muito diferente. Sua entrega é rodeada de intenções, seus corações batem em ritmo de meia dúzias de rosas num vaso pardo de alguma sala escura. O coração feminino é um jardim sem fim, bate inspirado no vai e vem que o vento provoca nas flores do mundo. Coração entregue é coração de esperança. Desajustada palavra feminina: entrega. O saldo?... sempre credor, com dívidas perdoadas enternecidamente.
 
Por Be Lins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentários: